Memórias de infância em Vale Formoso por Júlia Mateus

Júlia Mateus partilhou connosco as recordações que tem da aldeia de Vale Formoso.

“Eu nasci na Rua do Outeiro, lembro me perfeitamente da vida na aldeia nessa altura e todos adorávamos andar na rua sem ter preocupações.”

AV: Como era a nível de transportes antigamente?
JM: Em relação aos transportes, havia três carreiras por dia para a Covilhã. Para se vir da Covilhã as carreiras cruzavam se sempre em Vale Formoso.

AV: Como funcionava o acesso a tratamentos médicos?
JM: Ia lá uma médica ao “centro de saúde”, onde hoje se encontra o centro de dia.

AV: Quais os aspetos negativos e positivos da vida antigamente comparada com os dias de hoje?
JM: Relativamente aos aspetos negativos, considero que se perderam muito os costumes e tradições, os aspetos positivos que realço são as tecnologias porque tudo fica mais fácil, até mesmo para comunicar com pessoas do meu tempo que não vejo diariamente.

Partilhar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *