As Centenárias festas de Nossa Senhora da Saúde e de Santo Antão

Na aldeia de Vale Formoso existem duas grandes festas que se realizam durante o ano, sendo elas a Festa em Honra de Nossa Senhora da Saúde e a Festa em Honra de Santo Antão. Não se sabe ao certo as suas datas de início, contudo sabe-se que são centenárias. A Festa em Honra de Nossa Senhora da Saúde poderá ter começado no final do século XVIII princípio do século XIX, sendo a Festa em Honra de Santo Antão mais antiga.

A padroeira da aldeia é Sant’Ana, mãe da Virgem Maria, porém a protetora a quem todos rezam e agradecem é a Nossa Senhora da Saúde. No dia em que se realiza a grandiosa festa são inúmeras as promessas que se fazem. Neste dia muitos Vale Formosenses espalhados por todo o mundo regressam à aldeia para conseguirem assistir a esta grandiosa festa. O momento alto é a procissão das velas que traz a imagem da Senhora da Saúde da capela até à igreja matriz. Após as cerimónias religiosas e durante a arrematação das ofertas existe música, esta que se prolonga até à noite no largo do Terreiro.

A aldeia possui duas imagens de Santo Antão, que habitualmente saiem na procissão. Com o passar dos anos houve algumas diferenças na forma como era feita, antigamente as duas imagens eram rodeadas de animais e de carros de bois que eram enfeitados, tendo sido substituídos por tratores de moradores da aldeia, que nesse dia agradecem a Santo Antão a proteção dada ao gado. Esses carros regressam à aldeia pela tarde acompanhados pela banda da música.

Em entrevista, Tiago Mateus e Marisa Esteves, dois filhos da terra e organizadores da festa, falam-nos da sua experiência.

AV: Quais os anos em que realizou as festas?

TM: 2005, 2010, 2011, 2013

ME: 2011,2013

AV: Qual o seu feedback após ter realizado as festas?

TM: É um orgulho enorme, não há palavras que consigam descrever o que se sente nestes dias de festa.

ME: É bom organizar as festas, dão trabalho sim mas se houver uma boa equipa faz se bem.

AV: Considera importante existir estas festas nas aldeias?

TM: Sim, deveria haver mais apoios das entidades competentes pois são festas tradicionais que nunca deveriam acabar. A alegria e a satisfação na cara de um povo, mesmo na hora do peditório são únicas.

ME: Sim, são importantes porque são festas tradicionais que acabam por juntar a população.

AV: Acha que a tradição está a acabar?

TM: Infelizmente sim, pois os jovens cada vez mais partem à procura de novas vidas, novos objetivos e deixam cair por terra as tradições e os costumes. Tendo em conta, que sendo esta uma terra de tradições em festas e romarias que já vem dos nossos antepassados. Acho que a igreja deveria também tomar outra posição aquando da organização das mesmas, pois considero que será por aí a maior razão de tais eventos não terem continuidade. Vale Formoso sempre foi conhecido pela festa civil e pela festa religiosa. E hoje em dia? Nem uma nem a outra! Afinal quem quer o quê e como? Nunca será fácil agradar a toda a gente e a todos os gostos mas por experiência própria vos digo que é tão fácil fazer uma festa com qualidade que vocês nem imaginam, so é necessário existir uma boa equipa e confiança entre todos.

ME: Sim, infelizmente visto que neste ano já nem se realizou.

AV: Gostaria de voltar a fazer parte da organização das festas?

TM: Sem dúvida alguma que sim, voltarei a fazê-lo as vezes que achar necessário, para quem pensa que a festa só dá trabalho é verdade mas o orgulho, alegria, o conviver de um povo, não tem explicação. São dias de festa, devoção que em poucos lugares se encontrará igual. Deixo também aqui uma pequena lembrança, em relação ao baile de São João, que sempre teve como tradição ser realizado no Largo da Praça e até isso deixou de existir. Faz muita falta, e eu hoje como emigrante espero sinceramente que em breve possa voltar a organizar as festas na nossa aldeia.

ME: Sim gostaria, desde que seja uma equipa como nós éramos tudo se consegue.

Partilhar

5 thoughts on “As Centenárias festas de Nossa Senhora da Saúde e de Santo Antão

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *